Acompanha-me...


Preciso da tua companhia...das tuas mãos fazendo presença no meu corpo, como uma vigília, noite fora...dia a dentro...
Acompanha-me as peles que se enrijassem ao desfile dos teus dedos...protege a minha vontade, não a deixes morrer por falta de ti...
Quando me agarrares, faz com que me sinta o mundo inteiro...como mais nada houvesse para além de mim...e além de mim...
  

*** @rt ***

7 comentários:

  1. O problema dos teus textos, sempre será as palavras sem substância.

    Beijinhos e vive um Amor que te complete e não só as palavras soltas que te enganam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema dos meus textos não são as palavras sem substância, são a falta de substância de quem as lê meu caro anónimo.
      Porque quando quem as lê tem essa virtude sabe muito bem o que coloco nelas.
      E já agora e porque as minhas palavras não tem substancia admira-me que percas a tua substância a vir até aqui e dares-te ao trabalho de ainda por cima comentares.
      Talvez sejas tu quem precise de viver um Amor que te complete pode ser que ai aprendas a prender as palavras e a moderar a língua em relação a quem não conheces.
      Isto de se ser anónimo é uma maravilha...ADORO...porque realmente a falta da tua substância começa logo ai mesmo, a falta de nome.

      Eliminar
  2. Sem substância? :-D
    Ó companheiro tu não deves saber é ler pá. Talvez umas aulinhas de portuga faziam te bem :-) para saberes interpretar as coisas que te passam em frente aos olhos.
    Está miúda é das poucas pessoas que já provou aqui o quanto tem conteúdo.
    Vens de onde Amigo? de Marte será?
    Imperatriz deixa os falar. Tu já cá andas à tempo suficiente para saber que isto é ou mal de inveja ou dor de corno.

    beijito miúda

    ResponderEliminar
  3. agarrar o mundo pela porta das traseiras. é uma excelente ideia

    ResponderEliminar
  4. OLAAAAAA Ártemis...HUMMMM nada como agarrar um rabo assim...mas...deixa-me que te diga...adoro rabos mas com MUITA substância... ;)
    Como sempre textos magnificos... :)
    Beijos VORAZES

    ResponderEliminar
  5. Pessoas vazias e imorais não conseguem alcançar substâncias que não sejam aquelas espúrias do seu lado infeliz.

    Não sinto pena dessas pessoas pobres de alma, aliás, não sinto nada.
    Um abraço querida Ártemis, cada dia melhor e mais intensa.

    ResponderEliminar
  6. a armadilha de confundir a escrita com o autor...esquecendo-nos que logo que as lemos, as palavras, tomámos posse delas

    ResponderEliminar

Partilha-te...