Ilha de mim...


Já fui uma ilha. Talvez até tenha sido sempre, não sei. Talvez tenha sido apenas a ilusão que me ligou a parte incerta. Vi o que não havia. Vivi do que nunca houve. Senti gente a entrar em mim que nunca existiu. Achei-me península, senti-me como tal. Ligada, conexa por um fio tão fino de areia, que a força do mar engoliu.
A ilusão passou como o nevoeiro que nos impede de enxergar, e aqui estou eu, novamente ilha, novamente só em mim, precisamente como gosto.

*** @rt *** 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha-te...