Horizontalidade




Deixai-me cair nos abismo do amor.
Tomba o meu corpo e descai sobre mim,
como se a vida não pudesse ser vivida na vertical.
Como se amor fosse talhado para ser vivido assim deitado...frente a frente, em corpos que se colam,
que se amachucam um no outro.
Deixai-me suspensa nesta vertigem, que nos faz ver mais perto, que nos faz olhar mesmo de olhos cerrados e que nos faz sentir que horizontalmente não somos apenas iguais, somos um, somos horizonte. 

*** @rt ***

6 comentários:

  1. Belo texto.
    Nunca tinha pensado nisso horizonte e horizontal como sendo palavras da mesma família.
    Tu lá lhes criaste parentesco. Fenomenal miúda.

    Beijito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada.
      Eu sou de criar laços na vida e nas pessoas muitas vezes sem valer a pena.

      beijos

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Pois não...
      mas é compreensível, tens muito por onde andar.

      beijo

      Eliminar
  3. A fusão total atravéz da pele colada. Horizonte parece-me demasiado longínquo... quase uma miragem. Será?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois hoje o mais provável é que seja uma miragem sim...

      Eliminar

Partilha-te...