Triste ideia a minha...



      Pensei em desistir, apenas pensei, triste ideia a minha...porque o cansaço por vezes faz-nos pensar coisas erradas e estúpidas...e eu por vezes consigo ser muito estúpida, principalmente quando me deixo enfraquecer, quando me esqueço de quem sou e do que já tive que fazer para sobreviver às inúmeras batalhas que enfrentei...
Estou cheia de cicatrizes, não vou negar...e existem feridas que nunca as conseguirei sarar é certo, mas estou viva e estou aqui frente a frente com todos os meus demónios, e não vou desistir de vence-los...
Sou uma mulher de armas, sei e sempre saberei serrar os punhos para me defender e acho que morrerei assim, a defender-me...
     Hoje pensei em encerrar este blogue, porque sais--te da minha vida e eu sai da tua, mas não o vou fazer, não será mais uma coisa que me arrancas...já me tiraste coisas a mais...as outras não as consegui evitar, porque o amor tem destas coisas e quando termina leva tudo...ou quase tudo...este será o quase que fica...não para te lembrar que um dia te amei, e amei muito, amei tudo e com tudo, mas para me ajudar a mim a esquecer-te...
    Aqui escrevi-te em letras, letras arrancadas da alma, que me escorreram pelos dedos até ficarem presas aqui, neste pedaço de papel imaginário, que não se amachuca, não se dobra ou se rasga...e que se a sorte assim o entender levá-lo-à tempo a dentro...aqui escrevi-me também contigo, em formulas matemáticas que só o amor as entende e as decifra...e será também aqui que farei o caminho que me levará para longe de ti...
Talvez deixe de haver palavras bonitas...mas sejam quais forem as que escolha, uma coisa terão em comum com todas as outras, a verdade...a minha, que vale o que vale, mas é minha...como o coração que me bate no peito e que um dia foi teu...

*** @rt ***
    

4 comentários:

  1. Um longo e tempestuoso caminho pela frente. Tudo passa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É possível que seja sim, mas tudo passa como dizes, e quero acreditar que algures no tempo olhemos ambos para trás e pensemos que afinal não foi tão mau assim, e quem sabe até possamos vir a ser amigos ou pelo menos não nos encaremos com magoa.

      Eliminar
  2. Caminhos de encontros e desencontros...assim é a vida, no que seja. Obrigado por ficares e um abraço por não desistires, principalmente de ti mesma.
    ^.~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço as tuas palavras, são afagos e há que agradece-los...
      Posso desistir de muita coisa, mas de mim não!!!!!nunca!!!fui feita para lutar...

      Eliminar

Partilha-te...