Galgando terreno...


vem por onde tiveres que vir,
mesmo que seja por caminhos tortos,
que depois sem pressa nós endireita-mo-os...
Não quero a tua freima,
nem tão pouco a minha,
porque afinal temos a vida toda e mais um dia...
Galga-me terreno...como quem vai em direcção ao abismo...
A vontade é para ser bebida em goles pequenos,
para que o prazer seja tragado num só golada ...

*** @rt ***

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha-te...