Será...

será que te incomoda?
será que queres saber,
que és nem mais nem menos,
o destino do meu querer?
será que também me pensas,
do jeito que eu penso em ti,
que sentes o sangue fervendo,
e o corpo num frenesim?
será que a boca te pede,
como a minha te implora,
que precisa dos teus beijos,
dia a dentro, noite fora...
será que tens vontade,
a mesma que tenho eu,
de sermos um do outro,
entre o meu abraço e o teu?
Será que me esperas,
como sempre te hei esperar,
com vicio e com desejo,
sempre pronta para te amar?
Será que sabes,
o quanto que és para mim,
e a tristeza que tenho,
sempre que estou longe de ti?
Será que tu imaginas,
o quanto que nos penso aos dois,
deitados na mesma cama,
sem pensar o que virá depois?
Será que tens ideia,
do que me apetecia agora,
eu digo-te em bom português,
fodia-te sem demora...

*** @rtemis ***

2 comentários:

  1. bonito poema, mas mais bonito é foder sem demora :)

    ResponderEliminar
  2. Quem poderia deixar de se importar ou dar atenção a tão grande desejo?afinal não será todos os dias que se tem alguém que demonstre tamanha afeição por outro.

    Beijo grande amiga

    ResponderEliminar

Partilha-te...