Penumbra...



Luz tu não precisas ficar,
deixa o desejo guiar,
os corpos em desalinho,
 imersos na escuridão
escutam o coração
e encontrarão o caminho...
entrega-os à sua sorte,
mesmo que percam o norte,
é bom puder viajar
desobedecendo a claridade
seguindo só a vontade
da paixão a desbravar...
os olhos não precisam ver
só a pele deve saber
os trilhos do infinito,
é ela que vai sofrer
os desígnios do prazer,
desse perfeito delito...


*** Ártemis ***

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha-te...